Acessar o conteúdo principal
França

Polícia e manifestantes se enfrentam em Paris após resultado do primeiro turno

Manifestantes enfrentaram a polícia nas ruas de Paris
Manifestantes enfrentaram a polícia nas ruas de Paris REUTERS/Jean-Paul Pellisier
Texto por: Silvano Mendes
3 min

Centenas de manifestantes se reuniram na praça da Bastilha, no leste de Paris, em protesto contra a qualificação de Marine Le Pen e Emmanuel Macron para o segundo turno da eleição presidencial francesa na noite deste domingo (23). Os grupos mascarados, que se apresentam como “antifascistas”, atiraram objetos contra a polícia. Dois manifestantes ficaram feridos.

Publicidade

Menos de duas horas após a divulgação do resultado do primeiro turno da eleição presidencial francesa, os manifestantes começaram a enfrentar a polícia nas ruas da capital. O protesto, batizado de “noite das barricadas”, vinha sendo anunciado nas redes sociais. Os organizadores convocaram a população a participar do evento, vestidos de preto e com máscaras.

Os manifestantes jogaram garrafas e lançaram rojões contra os policiais. Várias vitrines de agências bancárias foram vandalizadas durante o cortejo. Pelo menos três pessoas foram detidas após os confrontos e a circulação de carros foi interrompida na região.

Os participantes dos protestos se reivindicam “antifascistas” e “anticapitalistas”. Com megafones, os organizadores convocavam a população a manifestar “contra Marine e contra Macron”.

“Nós não reconheceremos o resultado, qualquer que seja”, lançou um dos participantes que conduzia o cortejo, pouco antes o anúncio da qualificação do ex-ministro da Economia e da líder da extrema-direita para o segundo turno da eleição presidencial. Segundo os primeiros resultados, Macron, 39 anos, teve 23,7% dos votos, e Le Pen, 48 anos, obteve 21,7%.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.