Acessar o conteúdo principal

Agência Europeia de Medicamentos aprova uso da vacina da Moderna contra Covid-19

Vacina da Moderna é aprovada por autoridades europeias.
Vacina da Moderna é aprovada por autoridades europeias. Joseph Prezioso AFP/File
Texto por: RFI
3 min

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou nesta quarta-feira (6) a vacina contra a Covid-19 da empresa farmacêutica americana Moderna. O imunizante se torna assim o segundo com uso autorizado na União Europeia (UE), após o produto da Pfizer-BioNTech.

Publicidade

"A EMA recomendou conceder uma autorização de comercialização condicional para a vacina contra Covid-19 da Moderna para prevenir a doença coronavírus 2019 em pessoas a partir dos 18 anos", anunciou a agência com sede em Amsterdã em um comunicado. "Esta vacina nos proporciona outra ferramenta para superar a atual emergência", disse a diretora-executiva da EMA, Emer Cooke, em nota.

A autorização para o uso da vacina da Moderna, anunciada menos de um mês após a aprovação do imunizante da Pfizer-BioNTech, ocorre em meio a críticas sobre a lentidão da campanha de vacinação na UE, muito distante do ritmo dos Estados Unidos, Reino Unido e Israel.  

"Esta segunda recomendação de vacina ocorre apenas um ano depois de a OMS declarar a pandemia e é uma prova dos esforços e do compromisso de todos os envolvidos", acrescentou Emer Cooke.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que a aprovação do imunizante da Moderna é "uma boa notícia para nossos esforços para levar mais vacinas contra a Covid-19 aos europeus".

Vários países pressionaram a EMA para que autorizasse o quanto antes a vacina do laboratório americano, diante da propagação de uma nova variante do coronavírus e do aumento de casos da doença em toda Europa.

Mais fácil de estocar

A vacina da Moderna tem como vantagem o fato de poder ser estocada facilmente. O produto proposto pela Pfizer/BioNTech exige um armazenamento em condições bastante específicas e a uma temperatura de -70°C. Já o da Moderna pode ser armazenado por até 30 dias em "um refrigerador médico ou doméstico", cujas temperaturas costumam variar de 2°C a 8°C.

(Com informações da AFP)

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.