Acessar o conteúdo principal

Franceses que passaram fim de ano esquiando na Suíça são colocados em isolamento

Na Suíça o Conselho Federal decidiu deixar as pistas abertas, mas limitar a capacidade de transporte dos esquiadores.
Na Suíça o Conselho Federal decidiu deixar as pistas abertas, mas limitar a capacidade de transporte dos esquiadores. AP - Jamey Keaten
Texto por: RFI
3 min

O departamento de Doubs, na região da Bourgogne-Franche-Comté, anunciou neste domingo (3) ter emitido ordens de isolamento contra 48 turistas franceses que voltaram da Suíça sem apresentar um teste negativo para a Covid-19.

Publicidade

"Essas ordens foram emitidas num contexto de retorno à França de pessoas que foram para a Suíça, em áreas de risco, em estações de esqui", disse o vice-diretor da administração departamental, Jean Richert.

Os controles aconteceram na tarde deste sábado (2), durante uma operação montada especialmente na fronteira e que teve como alvo cerca de 200 veículos.

Enquanto na maior parte dos países europeus as estações de esportes de inverno devem ficar fechadas até janeiro, em Verbier, no cantão do Valais, na Suíça, as pistas de esqui estão abertas desde novembro.

De maneira geral, franceses que retornam do exterior devem apresentar o resultado de um teste de diagnóstico negativo para Covid-19, com menos de 72 horas, demonstrando que não estão contaminados.

O governo francês, no entanto, havia aconselhado os franceses a não esquiarem no país vizinho, sob pena de ficarem isolados por sete dias. Um decreto publicado no Diário Oficial, em 20 de dezembro de 2020, efetivamente autoriza as autoridades a prescreverem "a quarentena ou a colocação em isolamento" aos viajantes que retornem de certas regiões da Suíça e da Espanha, onde estão localizadas as estações de esqui que esses dois países optaram por abrir, apesar da pandemia.

“Cada ordem de isolamento é pessoal, contendo a identidade da pessoa e também o local onde será feito o isolamento”, na maioria das vezes em casa, acrescentou Richert.

“É preciso ter cuidado, sabemos que a Suíça foi extremamente afetada pela circulação do vírus e as pessoas que vão para esse país, principalmente durante as férias de inverno para esquiar, devem assumir as consequências para poderem voltar à condição regulamentar ", alertou Richert.

Durante uma semana, os 48 esquiadores franceses só podem sair de casa para comprar alimentos, comparecer a intimações administrativas ou judiciais, consultas médicas ou para realizar exames. O isolamento pode ser suspenso com a apresentação de um teste negativo de Covid-19.

As autoridades de Doubs anunciaram que outras operações de controle deste tipo “devem ser implementadas”.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.