Acessar o conteúdo principal

Grécia inicia lockdown e Europa reforça medidas para frear Covid-19

O governo grego estipulou um novo lockdown a partir deste sábado (7)
O governo grego estipulou um novo lockdown a partir deste sábado (7) AP Photo/Yorgos Karahalis
Texto por: RFI
3 min

A Grécia inicia neste sábado (7) um lockdown de pelo menos três semanas para conter a propagação da Covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (5) pelo primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, durante uma entrevista coletiva de imprensa virtual. 

Publicidade

A principal rua comercial de Atenas, muito movimentada no dia anterior, estava deserta, com funcionários municipais desinfetando as praças vazias.

Ao contrário do primeiro lockdown imposto por seis semanas no fim de março, as creches e escolas do ensino básico permanecerão abertas, anunciou o primeiro-ministro. O ensino à distância voltará ao ensino médio. As universidades já estavam com aulas virtuais.

O lockdown também poupa supermercados, mercearias, postos de gasolina, lavanderias e pet shops. Os bloqueios de estradas verificam as autorizações especiais necessárias para viajar. A multa para quem não usa máscara dobrou para 300 euros.

O número de novos casos de coronavírus na Grécia está aumentando rapidamente e chegou a 2.600 na quarta-feira. O balanço inclui 673 mortes e quase 47.000 casos positivos. "Se continuarmos neste ritmo, em 10 dias teremos mais de 1.000 pessoas no hospital", advertiu Mitsotakis.

Europa se blinda contra coronavírus

Os países europeus vêm reforçando as medidas de segurança para frear a segunda onda epidêmica, que se anuncia explosiva. A pandemia já matou mais de 300.000 pessoas no continente europeu, com mais de 12 milhões de infecções. É a segunda região com mais óbitos do mundo, atrás da América Latina e do Caribe, com mais de 410.000 mortes.

Novas restrições entraram em vigor neste sábado na Polônia, que registra meio milhão de casos: cinemas, teatros, instituições culturais estão fechados. Nos shopping centers, apenas as lojas consideradas essenciais estão abertas. Os alunos do ensino fundamental passarão a partir de segunda-feira ao ensino à distância.

As restrições estão aumentando na Europa durante a segunda onda da pandemia da Covid-19, que continua batendo recordes de contaminação nos Estados Unidos.

Protestos na Alemanha

Na Alemanha, milhares de opositores ao uso da máscara e às novas medidas restritivas se reunirão esta tarde em Leipzig, na ex-RDA. A polícia mobilizou um importante dispositivo, temendo tumultos.

Na sexta-feira, Itália confinou 16 milhões de habitantes nas quatro regiões mais afetadas pela Covid-19. Toda a península está sob toque de recolher, entre 22h00 e 5h00. Para ajudar as famílias e setores afetados, o governo decidiu nesta sexta-feira (6) liberar medidas financeiras: bônus 'babá', fundo de apoio às lojas, entre outros.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.