Acessar o conteúdo principal

Neymar ensaia volta aos gramados e pode se encontrar com Gonzalez, zagueiro que acusou de racismo

Neymar (à esquerda) e o zagueiro espanhol Alvaro Gonzalez (à direita) se desentenderam em setembro de 2020, durante uma disputa entre PSG e Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês.
Neymar (à esquerda) e o zagueiro espanhol Alvaro Gonzalez (à direita) se desentenderam em setembro de 2020, durante uma disputa entre PSG e Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês. FRANCK FIFE AFP/File
Texto por: RFI
3 min

O jornal Le Parisien desta quarta-feira (13) destaca o provável retorno de Neymar aos gramados nesta noite, exatamente um mês após ter lesionado o tornozelo esquerdo. Na partida contra o Olympique de Marselha o brasileiro também deve reencontrar o zagueiro espanhol Alvaro Gonzalez, que Neymar acusou de racismo no ano passado. 

Publicidade

"Neymar ainda não digeriu" é manchete de Le Parisien, que estampa a matéria com uma foto do desentendimento entre os dois jogadores, em setembro de 2020, durante um jogo do Campeonato Francês. O craque brasileiro foi expulso e suspenso durante dois jogos após ter dado um tapa em Gonzalez. 

O ex-santista acusou o adversário de ter proferido insultos racistas, um caso investigado, mas encerrado pela comissão de disciplina da Liga de Futebol Profissional da França, que, após a análise de vídeos, se declarou incapaz de julgar as acusações das duas partes. "Quatro meses se passaram e a verdade em torno desse incidente provavelmente jamais será estabelecida", diz a matéria. 

Segundo Le Parisien, Neymar nunca mudou sua versão dos fatos. A matéria ressalta que em conversas privadas, o brasileiro continua acusando o zagueiro de insultos racistas. No último 10 de dezembro, quando a partida entre o PSG e o time turco Basaksehir foi interrompida também por um incidente racista, o ex-santista disse à imprensa francesa que a mesma atitude deveria ter sido adotada quando, segundo ele, Gonzalez o chamou de "mono", que significa "macaco", em espanhol. 

"Neymar não esqueceu", afirma o jornal, que pondera: "agora ele parece pronto para dar a resposta em campo". Nos últimos dias, o craque brasileiro acelerou os treinamentos, fazendo até mesmo uma aparição na equipe de titulares testada por Mauricio Pochettino na terça-feira (12). 

Neymar viveu semanas difíceis

Ouvida pela reportagem do Le Parisien, uma fonte do PSG próxima de Neymar afirma que essas últimas semanas "foram duras" para o craque. Segundo o entrevistado, Neymar sente que a contusão no tornozelo o freou e ele tem vontade de mostrar que sua ausência na entrega do troféu The Best da Fifa, no final do ano, foi, segundo a fonte, "uma brincadeira". 

Neymar deixou bem claro, através de publicações nas redes sociais, sua insatisfação por não ter sido finalista na recompensa. Para o jornal, isso é uma prova também de que o jogador volta para os campos com sede de conquistas. 

No entanto, a matéria salienta que continua o mistério sobre o futuro de Neymar no PSG. Se o jogador diz que prolongar seu contrato no clube parisiense é sua prioridade, nada parece apressá-lo, conclui Le Parisien.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.